ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical, XIII ENCONTRO REGIONAL NORDESTE DA ABEM

Tamanho da fonte: 
Experiências formadoras no Cariri cearense: a relevância dos saberes informais e não-formais para a formação do campo musical
Ibbertson Nobre Tavares

Última alteração: 2016-09-14

Resumo


O Cariri cearense constitui-se como um campo musical rico e diversificado, onde múltiplos processos informais e/ou não-formais de aprendizagem atuam na composição do habitus do educador musical.  Assim, como agente inserido nesse campo, delineio adiante certas experiências formadoras partilhadas na minha trajetória de vida, e que me propiciaram transitar por subcampos que se entrelaçam no campo musical caririense. Por conseguinte, os conhecimentos provenientes da minha ação nesses subcampos, sobretudo o da tecnologia e produção musical, transitaram para o meio formal de ensino ao serviram de aporte para a criação da disciplina de Música e Tecnologia no Curso de Licenciatura em Música da UFCA. Desse modo, o artigo ilustra o habitus por mim experenciado e incorporado ao longo da minha formação musical e que me “habilitou” a operar em diversos subcampos, dentre eles o subcampo da docência. Essa reflexão é referenciada pela perspectiva metodológica/teórica das Experiências de Vida e Formação (MARIE-CHRISTINE JOSSO) e sob os conceitos sociológicos de campo e habitus (PIERRE BOURDIEU).

 


Texto completo: PDF