ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical, XVII ENCONTRO REGIONAL SUL DA ABEM

Tamanho da fonte: 
Contribuições da psicologia histórico-cultural de L. S. Vygotski para a Educação Musical da criança com deficiência intelectual
Teresa Cristina Trizzolini Piekarski, Valéria Lüders

Última alteração: 2016-10-02

Resumo


Este artigo é parte integrante de uma pesquisa de mestrado concluída; apresenta conceitos teóricos da proposta da psicologia histórico-cultural de Lev. S. Vygotski e pretende contribuir para a área de Educação Musical relativa ao desenvolvimento e aprendizagem da criança com deficiência intelectual. O entendimento do professor de música tanto sobre os conceitos de zona de desenvolvimento ideal (o que a criança realiza sozinha), quanto sobre zona de desenvolvimento imediato (o que a criança realiza com a ajuda de outros), contribuem para sua prática pedagógica. Deve-se conhecer as peculiaridades do desenvolvimento de cada estrutura orgânica, psicológica e da personalidade, que são o que diferenciam a criança com deficiência intelectual da criança sem deficiência intelectual, para contestar os estudos que se baseiam na concepção quantitativa do desenvolvimento da criança. (VYGOTSKI, 1997). O processo de interação da criança com o meio direciona os processos compensatórios e de desenvolvimento, além de apontar, ainda, para a necessidade uma educação musical inclusiva, ao considerar que cada criança com deficiência intelectual é única e precisa de adaptações para suas particularidades. Dessa forma, a educação musical inclusiva sobrepõe-se às dificuldades de ordem biológica e conduz a criança com deficiência intelectual para a aprendizagem e desenvolvimento musical.

Palavras-chave: L. S. Vygotski, educação musical inclusiva, deficiência intelectual.


Texto completo: PDF