ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical, XVII ENCONTRO REGIONAL SUL DA ABEM

Tamanho da fonte: 
Influência dos indicadores fisiológicos nas crenças de autoeficácia de alunos em um contexto de ensino coletivo de violão
Dayane Battisti, Rosane Cardoso de Araújo

Última alteração: 2016-10-03

Resumo


O ensino coletivo de instrumentos musicais apresenta vantagens como a democratização do acesso, a interação entre os alunos, o ambiente lúdico, a cooperação, a motivação, entre outros. Para investigar a motivação neste ambiente, o referencial teórico escolhido foi a teoria da Autoeficácia. O objetivo foi investigar a motivação para aprender violão em grupo a partir das fontes de influência das crenças de autoeficácia (experiências diretas, experiências vicárias, persuasão verbal e indicadores fisiológicos). Para tanto, a metodologia utilizada foi uma Survey de pequeno porte com aplicação de questionário. Participaram da pesquisa 21 alunos de violão em grupo de uma instituição da cidade de Curitiba-PR. Foram 14 alunos do gênero masculino e 7 do gênero feminino, a maioria entre 9 e 14 anos. Com os resultados foi possível confirmar a hipótese da pesquisa, observando que a motivação para aprender violão no contexto coletivo pode ser intensificada a partir dos seguintes aspectos: (a) das experiências de êxito que os alunos têm no ambiente coletivo; (b) das experiências vicárias ao observar os pares aprendendo durante as aulas; (c) da persuasão verbal do professor e dos colegas; (d) dos indicadores fisiológicos da experiência positiva de estar tocando junto com o grupo. Neste recorte são apresentados os resultados e discussões das questões sobre os indicadores fisiológicos e uma breve caracterização dos participantes da pesquisa.


Texto completo: PDF