ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical, XVII ENCONTRO REGIONAL SUL DA ABEM

Tamanho da fonte: 
Apreciação musical e deficiência intelectual
Melody Lynn Raby, Valéria Lüders

Última alteração: 2017-02-11

Resumo


A pesquisa teve por objetivo a investigação da aprendizagem da apreciação musical em crianças com deficiência intelectual, a partir da identificação dos tipos de respostas e termos empregados pelas crianças com deficiência intelectual em atividades de apreciação musical, e do estudo da aprendizagem da percepção de elementos harmônicos. Adotou-se como definição de apreciação musical a noção de processo de significação da música (BARBOSA, 2005, 2009; WASLAWICK; CAMARGO; MAHEIRIE, 2007), e as concepções de desenvolvimento e aprendizagem seguiram o referencial teórico da Psicologia histórico-cultural, representada em especial por Vigotski (1998, 2007, 2009). A metodologia escolhida foi a pesquisa-ação (THIOLLENT, 1986; ALBINO; LIMA, 2009), que se caracteriza pelo envolvimento do pesquisador e dos pesquisados no processo de pesquisa, possibilitando que as crianças participassem de atividades musicais, mediadas pela pesquisadora e por outras crianças, de maneira a favorecer a identificação dos processos de aprendizagem atravessados pelas crianças ao longo de um trabalho de intervenção. Os resultados evidenciam as possibilidades de trabalho sobre apreciação musical e percepção de elementos harmônicos com as crianças com deficiência intelectual, que demonstraram compreensão das tarefas e indícios de apropriação daqueles conhecimentos. Como contribuição para a Educação Musical para crianças com deficiência intelectual destaca-se a valorização do trabalho voltado para a construção de significados, que respeita as potencialidades de aprendizagem da criança com deficiência ao mesmo tempo em que oportuniza o acesso ao conhecimento musical socialmente construído.


Texto completo: PDF