Práticas docentes de bacharéis em instrumento: inseguranças e dificuldades com o ensino

Vanessa Weber, Luciane Wilke Freitas Garbosa

Resumo


Apesar dos cursos de bacharelado em música não objetivarem a formação para a docência, o trabalho do egresso com o ensino do instrumento é um caminho profissional trilhado por muitos instrumentistas. A partir dos resultados de uma pesquisa que buscou compreender o processo de construção da docência do bacharel em instrumento, este artigo tem como objetivo apresentar e refletir sobre as principais dificuldades e inseguranças no início de suas práticas docentes. A investigação biográfico-narrativa (Bolívar; Domingo; Fernández, 2001) foi utilizada como metodologia para a realização da pesquisa e para a construção das narrativas de três professores de instrumento. Como resultados, percebemos que a partir dos diferentes contextos de trabalho surgem dificuldades envolvendo metodologias de trabalho, alunos com dificuldades de aprendizagem, relacionamento com os pais, falta de motivação parao estudo, dentre outros aspectos. Apesar de difíceis, esses momentos constituem-se como potenciais para a aprendizagem docente, de modo que os professores, ao refletirem sobre sua prática e buscarem soluções para suas dificuldades, aprimoram sua docência. Conscientes de que as narrativas dos três bacharéis não representam a totalidade dos percursos formativos para a docência, acreditamos que a reflexão sobre essas dificuldades e sobre a forma como os professores as resolveram se torna relevante e pode servir de referência para professores iniciantes na prática de ensino instrumental.

Palavras-chave: prática docente, ensino de instrumento, construção da docência


Referências


ARAÚJO, Rosane. Um estudo sobre os saberes que norteiam a prática pedagógica de professores de piano. Tese (Doutorado em Música) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

BOLÍVAR, Antonio; DOMINGO, Jesús; FERNÁNDEZ, Manuel. La investigácion biográfico-narrativa em educación: enfoque e metodologia. Madrid: La muralla, 2001.

BOLZAN, Dóris Pires Vargas. Formação de professores: compartilhando e reconstruindo conhecimentos. Porto alegre: Mediação, 2002.

BOZZETTO, Adriana. Ensino particular de música: práticas e trajetórias de professores de piano. Porto Alegre: Editora da UFRGS/ Editora da Fundarte, 2004.

GLASER, Scheilla R; FONTERRADA, Marisa. Músico-professor: uma questão complexa. Música Hodie, v. 7, n. 1, p. 27-49, 2007.

LOURO, Ana Lúcia. Professores universitários e mercado de trabalho na área de música: influências e abertura para o diálogo. Revista da ABEM, v. 8, 101-105, Porto Alegre, mar. 2003.

LOURO, Viviane dos Santos. Educação musical e deficiência: propostas pedagógicas. São José dos Campos, São Paulo: Ed. do autor, 2006.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. 2. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2011.

OLIVEIRA, Karla. Professores de piano: um estudo sobre o perfil de formação e atuação em Porto Alegre/RS. Dissertação (Mestrado em Música) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

SANTOS, Ana Roseli. Formação e prática do professor de instrumento de cordas. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

SCHROEDER, Sílvia Cordeiro Nassif. O músico: desconstruindo mitos. Revista da ABEM, v. 10, p. 109-118, mar. 2004.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 13. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN eletrônico: 2358-033X
ISSN impresso: 1518-2630

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.