Go to Top

XIII Encontro Regional Nordeste da ABEM

Tema: Diversidade humana, responsabilidade social e currículos: interações na educação musical

inscrições

em elaboração

  • Selecione a sua Categoria, confirme o seu pedido e preencha a ficha de inscrição. Caso já possua cadastro na ABEM entre com seus dados de acesso no respectivo campo.

    • Para obter seus dados de acesso caso não saiba - solicite aqui
    Associação: Taxa:
    Reg Nd 2016 - Não Sócios da ABEM - Estudante de graduação
    R$ 80,00
    Reg Nd 2016 - Não Sócios da ABEM - Estudante de pós-graduação
    R$ 100,00
    Reg Nd 2016 - Não Sócios da ABEM - Professor da educação básica e professor de escolas especializadas de música de nível técnico, intermediário e inicial
    R$ 80,00
    Reg Nd 2016 - Não Sócios da ABEM - Profissional da área de música e afins, professor do ensino superior e professor de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
    R$ 120,00
    Reg Nd 2016 - Sócios da ABEM - Estudante de graduação
    R$ 40,00
    Reg Nd 2016 - Sócios da ABEM - Estudante de pós-graduação
    R$ 60,00
    Reg Nd 2016 - Sócios da ABEM - Professor da educação básica e professor de escolas especializadas de música de nível técnico, intermediário e inicial
    R$ 40,00
    Reg Nd 2016 - Sócios da ABEM - Profissional da área de música e afins, professor do ensino superior e professor de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
    R$ 80,00

  • Para se inscrever Clique na Aba ao lado "Inscrições e após selecionar a taxa de inscrição Clique no botão ->Selecionar Curso

    N Título Ministrante Vagas Release do ministrante Resumo do Curso Requisitos dos participantes
    1 Oficina de Assobios Adriana Rodrigues Didier 30 Presidente do Fladem Brasil, Seção Nacional do Fórum Latino Americano de Educação Musical (2015-2017). Doutoranda em Música (UNIRIO), Mestre em Música e Educação UNIRIO, graduada em Musicoterapia e licenciada em Música (CBM CEU). Coordenadora da Especialização em Educação Musical, parceria Fladem Brasil e Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário (CBM CEU). Professora do curso de Licenciatura em Música do CBM CEU. Foi Diretora Técnico-Cultural do CBM CEU de 2010 a 2014. Coautora com Cecilia Conde e Marcos Nogueira do livro Sons & Expressões: a música na educação básica (Rovelle, 2013). Cantora com experiência em canção popular, música coral e no uso da voz na prática educacional. Dizem que assobiar é coisa de “gente à toa”; que assoviar à noite chama cobra, e por aí vai. Mas, nesta oficina vamos deixar de lado as crendices e ficar apenas com o instrumento de sopro da boca, o assobio, além de muita criação musical. Acredito que o assobio tem um enorme potencial como instrumento na educação musical. Suas diferentes técnicas, improvisos, seus usos, costumes e importância na cultura popular brasileira são alguns dos temas que serão abordados nesta oficina. Através das experiências de cada um, de demonstrações de diferentes técnicas, serão criados e apresentados arranjos para assobios e sons da boca. Nenhum. Todos são bem-vindos.
    2 Coco Cearense Alessandra Sávia da Costa Masullo e Pamela Cristiana de Oliveira 40 ALESSANDRA: Mestra em Educação Brasileira pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (2015). Especialista em História e Cultura Africana e dos Afrodescendentes pela Universidade Federal do Ceará (2010). Assistente Social pela Universidade Estadual do Ceará (2007). É Educadora Popular pela Associação de Educadores Católicos do Ceará - AEC. É Sociopoeta, pesquisadora do Núcleo de Africanidades Cearenses - NACE e integrante do grupo de percussão feminina Maria das Vassouras. Tem experiência nas áreas: criança e adolescente; juventudes; educação popular e processos formativos, arte-educação e cultura; economia solidária; articulação em rede, incidência em políticas públicas, participação e controle social, planejamento-monitoramento-avaliação-sistematização (PMAS).

    PAMELA: Especialista em Voz: na perspectiva de Alfred Wolfsohn, com graduação em Música pela Faculdade Campo Limpo Paulista (2012), atualmente é doutoranda em Humanidades e Artes com Ênfase em Ciências da Educação pela Universidad Nacional de Rosario-Argentina. Percussionista, baterista, tem contribuído na área de Artes na formação de educadores com ênfase em Musicalização, professora e preparadora vocal de cantores e atores. Atua como professora do PARFOR da Universidade Federal do Piauí. Integrante do grupo de pesquisa do CNPQ - Performance e Pedagogia Wolfsohn-Molinari. Integra o OIIIIPe - Observatório Internacional de Inclusão, Interculturalidade e Inovação Pedagógica.
    O Coco de roda

    O que seria o Coco? uma dança? Um ritmo? Uma brincadeira? O Coco é uma prática cultural brasileira presente em toda região Nordeste do país (mas, principalmente nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará). É possível também encontrar o Coco nos centros urbanos como Recife, João Pessoa, Fortaleza, mas sua procedência são as áreas rurais, de serras e litorâneas. A prática do Coco envolve a dança – com movimentos de sapateado, ou movimentos de roda, ou movimentos de capoeira, dança em pares ou em fileiras – batidas de palmas de mão, música cantada e tocada por seus brincantes e mestres, que são acompanhadas por instrumentos percussivos de batuque (quase sempre ganzá, alfaia, pandeiro e caixa) ou de cordas (viola de sete ou dez cordas) numa atitude alegre, que agrega e envolve as pessoas, festeja, diverte e encanta, podendo ser considerado e compreendido como um brinquedo cantado ou uma brincadeira.
    Nenhum.
    3 Cordel nas Escolas Cadu Souza 20 Cadu Souza é palhaço, ator, cordelista e xilogravador. Bacharel em Publicidade e Propaganda. Em 1992 iniciou no teatro amador, profissionalizando - se em 1996. Já atuou em 22 espetáculos destacando sua participação no grupo XPTO. Em 2012, criou o projeto Cordel do Benedito que propõe o diálogo entre a literatura de cordel, a cultura caipira e a poética do palhaço por meio de espetáculos e intervenções para públicos de todas as idades. O projeto já percorreu escolas públicas e privadas, SESCs, bibliotecas, centros culturais por todo o estado de São Paulo. O curso propõe que os participantes vivenciem uma contação de histórias em versos de cordel apresentada pelo palhaço Benedito Fri Fri, por meio de um projetor de cinema elaborado artesanalmente. O objetivo é que a partir dessa experiência os participantes conheçam um processo de criação artística renata mergulhem no universo do cordel e nas brincadeiras de infância. O percurso será teorico-prático e, ao final, será proposto que todos compartilhem seus versos de cordel por meio das imagens de um mini cinema que será construído por cada participante. Não há pré - requisito. Cada participante deverá levar uma caixa de sapatos (dimensões aproximadas: 20 X 30 X 10.
    4 Fundamentos de operação de áudio e acústica para educadores musicais Fernando Poles 25 Violonista, Guitarrista e professor de música nascido em São Jose do Rio Preto, SP. Possui graduação em Bacharelado em Instrumento pela Universidade de Brasília (2003) e Faculdade de Música Carlos Gomes e pós-graduação em Docência no ensino superior, na FMU (2009), em São Paulo. Atualmente é professor de violão, guitarra, teoria e iniciação musical no projeto Guri Santa Marcelina, em São Paulo, professor de violão, acústica, organologia e tecnologia musical na faculdade FACCAMP, em Campo Limpo Paulista, professor de guitarra, violão e tecnologia musical. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em ensino musical e produção musical. Estudo das relações concretas e diretas dos fenômenos acústicos com a construção de instrumentos e da manipulação de softwares de captação, gravação e edição de áudio. Desenvolvimento das relações entre Música e Física. Prática básica de montagem e operação de equipamentos de áudio. PÚBLICO ALVO - Músicos de todos os níveis (compositores, regentes, instrumentistas e professores), técnicos de áudio, compositores, instrumentistas, profissionais e estudantes de mídias e comunicação.
    5 A Guitarra Elétrica e a Educação Musical Heraldo Paarmann 25 Heraldo Paarmann
    - Guitarrista e multi-instrumentista desde 1981; Bacharel em Música espec. Guitarra pela FAAM-SP (1997); Especialista Docência Superior em Música FMU-SP (2009); Mestre em música – Educação Musical UNESP-IA (2016); Professor universitário no curso de licenciatura em música na FACCAMP-SP desde 2012; Fundador do quarteto de guitarras KROMA(desde 1999); Foi integrante da Banda Ultraje a Rigor 1991/2002; Foi colunista nas revistas Tok pra quem Toca (1991/1993), Cover Guitarra (1997/1998), Guitar Class (2002/2003), Backstage - Produção Musical (2003/2006) e Editora Scala (2010). Ministra aulas particulares de guitarra e desde 1984; É músico de estúdio desde 1989; Produtor musical e compositor.
    A guitarra elétrica pode ser considerada um dos instrumentos de maior popularidade do século XX desde a sua criação em meados da década de 1930. A guitarra ganhou maior destaque a partir do fenômeno Rock ‘n’ Roll mas a ua utilização é presente em diversos gêneros e estilos musicais e continua sendo um instrumento de grande motivação para novos aprendizes. A internet abriu novos horizontes para o aprendizado, ensino e prática deste instrumento. A partir destas observações este curso pretende refletir sobre algumas das metodologias de ensino deste instrumento, estimulando o participante a buscar novas abordagens pedagógicas e de aprendizagem. PÚBLICO-ALVO – Guitarristas, Professores de Música em geral, Profissionais do segmento da música popular.
    NÍVEL E TIPO DE INSTRUÇÃO ANTERIOR NECESSÁRIA – Preferencialmente para músicos/instrumentistas que já possuam um razoável conhecimento do instrumento, porém também serão bem vindos os músicos que pretendem ampliar o conhecimento deste instrumento.
    MATERIAS QUE OS PARTICIPANTES PODERÃO LEVAR PARA O MINI CURSO – Guitarra, Amplificador de pequeno porte, Pedaleira com simulação de amp, Caderno para anotações, Smartphones, Tablets.
    6 Atividades musicais para a educação básica João Fortunato Soares de Quadros Júnior 15 Doutor e Mestre em Educação Musical pela Universidad de Granada (Espanha), Mestre em Música pela UFBA e Licenciado em Artes/Música pela Unimontes. Professor do Departamento de Artes e do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Ensino da Educação Básica (PPGEEB) da UFMA. Autor dos livros "Fatores de influência no processo de ensino-aprendizado musical: o caso da Escola Pracatum" (2009), "Música na Espanha Contemporânea: a difusão pública do conhecimento cultural/musical na Espanha contemporânea" (2014) e "Discussões Epistemológicas: as Ciências Humanas sob uma ótica interdisciplinar" (2016). É autor também de diversos artigos publicados nas principais revistas científicas de música do Brasil. Esta oficina tem como objetivo capacitar estudantes e professores de música acerca de atividades pedagógico-musicais direcionadas à educação básica. Para tanto, serão desenvolvidas atividades de criação, apreciação e interpretação musical nas quais os participantes serão incentivados a desenvolver metodologias próprias para o ensino da música nos diversos níveis que compõem a educação básica. Poderá participar qualquer pessoa, com ou sem instrução musical prévia. É necessário trazer 1 (um) copo (plástico duro) ou lata (cerveja, refrigerante, suco, extrato de tomate, etc.) e vir vestido com roupa leve, que o permita movimentar livremente.
    7 Pesquisa em Música Luis Ricardo da Silva Queiroz 15 Doutor em Música (área de Etnomusicologia) pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Mestre em Música (área de Educação Musical) pelo Conservatório Brasileiro de Música (CBM) do Rio de Janeiro e Graduado em Educação Artística, Habilitação em Música, pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Foi Professor do Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez, de Montes Claros, de 1995 a 2002 e Professor Adjunto da Unimontes de 1998 a 2004. Atualmente é Professor Associado do Departamento de Educação Musical e do Programa de Pós-Graduação em Música (PPGM) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Nessa Universidade, foi Coordenador do Curso de Licenciatura em Música (2006-2009), Chefe do Departamento de Educação Musical (2004-2005) e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Música (Mestrado e Doutorado) (2010-2015). Tem atuado como membro das Comissões Assessoras, do INEP/MEC, da Prova Nacional para Ingresso na Carreira Docente e do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e autor de diversos artigos na Área de música, sobretudo nos campos da Etnomusicologia e da Educação Musical, publicados em livros, revistas especializadas e anais de congressos nacionais e internacionais. É o atual Presidente da Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM) - Gestão 2013-2015 e Gestão 2015-2017. PÚBLICO ALVO: Preferencialmente, alunos e egressos de pós-graduação, professores da educação superior, pesquisadores profissionais, mas pode agregar também estudantes de graduação em fase de conclusão de curso.
    8 Ensino Coletivo de Violão Marcelo Brazil 20 Natural de Salvador, Bahia, cursou Licenciatura em Música na UFPE e Mestrado em Música na UNESP. Além disso, cursou violão popular na Universidade Livre de Música - SP com a professora Paola Picherzky e é aluno do doutorado em Educação Musical da UFBA sob orientação da Profa. Dra. Cristina Tourinho.

    Atuou durante 13 anos como professor em projetos sócio-culturais onde desenvolveu um vasto repertório de composições e arranjos para grupo de cordas dedilhadas e atualmente é docente efetivo na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. No início de 2012 lançou um livro de partituras destinado a grupos de cordas dedilhadas.
    O curso de violão coletivo tratará de diversos aspectos como estratégias de ensino, dificuldades e facilidades, organização do espaço e do material, formação de grupos musicais e escolha de repertório. A proposta busca fazer com que os participantes vivenciem na prática os principais aspectos dessa modalidade de ensino. Princípios básicos de leitura musical e levar o instrumento.
    9 Música Eletroacústica e Criação Musical para o Ensino Básico Paulo Oliveira Rios Filho 35 Compositor nascido em Salvador, doutor em composição musical pela UFBA. Suas obras têm sido apresentadas em diversos estados brasileiros, além de Portugal, Venezuela, Argentina, Holanda, Alemanha, EUA, Rússia e Suíça. Como compositor, tem colaborado com importantes ensembles, como o GNU, ABSTRAI, Camerata Aberta e Camará Ensemble (Brasil), Nieuw Ensemble (Holanda), ICE e Orpheu Ensemble (EUA), e intérpretes brasileiros como Lucas Robatto, João Carlos Victor e Luciane Cardassi. Entre 2009 e 2010, foi professor substituto da Escola de Música da UFBA. Atualmente, é professor de música da UFMA – Universidade Federal do Maranhão, Campus São Bernardo. Este minicurso tem como objetivo apresentar e desenvolver uma linha de trabalho essencialmente criativo no ensino de música no contexto da Educação Básica, tendo como base: a) o estudo do som; b) a composição musical com suporte tecnológico; c) o planejamento como parte do processo de criação. Caso não haja laboratório de informática ou notebooks disponibilizados pela organização, é necessário que os participantes levem: a) seus computadores pessoais; b) seus próprios fones de ouvido.

    Independentemente, devem levar também: papel de música, lápis e caneta.
    10 Batucada Maranhense Rogério Leitão 25 Rogério Leitão, músico baterista, atualmente desenvolvendo trabalho junto à “Companhia de Arte Barrica”, professor da Escola de Música do Maranhão Lillah Lisboa, licenciado em Música pela Universidade Estadual do Maranhão, mestrando em Artes pela Universidade Federal do Maranhão através do Programa de Mestrado Profissional Profartes vinculado à UDESC, autor do livro “Batucada Maranhense, análise rítmica dos ciclos culturais, a visão de um baterista.”, pesquisador da cultura popular brasileira e maranhense, tendo como objeto central de sua pesquisa as manifestações da cultura popular maranhense. O Minicurso “Batucada Maranhense”, propõe-se a fornecer um panorama sobre as características rítmicas da cultura percussiva maranhense, através de seus instrumentos percussivos e padrões rítmicos, de modo a fornecer ao participante uma visão geral sobre esses conhecimentos musicais. Pretende propiciar experiências percussivas através de práticas com alguns dos ritmos maranhenses representando uma amostra dos ciclos culturais carnavalesco e junino, de suas festas e rituais populares: os sotaques do Bumba-Boi do Maranhão, o Tambor de Crioula e o Bloco Tradicional. É uma forma de conhecer um pouco mais a diversidade cultural brasileira. Não são necessários requisitos, apenas ter interesse para batucar e curiosidade para entender a diversidade percussiva brasileira
    11 Oficina da Rede Arte na Escola Roseli Alves 15 Pedagoga, Especialização em Arte Educação e Psicopedagogia. Há 30 anos atua na área educacional. Desde 2005 Coordena o Instituto e a Rede Arte na Escola. Este mini-curso pretende aproximar os participantes de discussões contemporâneas que envolvem o ensino e aprendizagem da arte na educação básica.

    Objetivos:

    - Compartilhar a concepção filosófica e metodológica dos materiais educativos da Midiateca Arte na Escola para que os participantes possam aprofundar suas potencialidades de utilização na sala de aula.
    - Provocar os participantes a se envolverem em experiências reflexivas, estéticas e educativas utilizando materiais do portal Arte na Escola.

    Conceitos a serem abordados:

    - conceito de professor-propositor e seu fazer cartográfico/rizomático gerador de invenções nos processos de criação dos alunos.
    - conceito de curadoria educativa.
    - conceito de mediação educativa.
    Nenhum.

     

  •  


  • Datas

    Sócios da ABEM

    Professor da educação básica e professor de escolas especializadas de música de nível técnico, intermediário e inicial

    Profissional da área de música e afins, professor do ensino superior e professor de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

    Estudante de graduação

    Estudante de pós graduação

    Até  20/09

    R$ 40,00


    R$ 80,00

    R$ 40,00

    R$ 60,00

    De 21/09 até a data do evento

    R$ 60,00

    R$ 120,00

    R$ 60,00

    R$ 80,00



    Datas

    Não-Sócios da ABEM

    Professor da educação básica e professor de escolas especializadas de música de nível técnico, intermediário e inicial

    Profissional da área de música e afins, professor do ensino superior e professor de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

    Estudante de graduação

    Estudante de pós graduação

    Até  20/09

    R$ 80,00

    R$ 120,00


    R$ 80,00

    R$ 100,00

    De 21/09 até a data do evento

    R$ 120,00

    R$ 160,00

    R$ 120,00

    R$ 120,00